Conheça os cães de origem japonesa

cães de origem japonesa

Os cães têm uma grande participação na história da civilização: estima-se que eles estão entre os humanos há cerca de 5.000 anos. A Federação Internacional de Cinologia, o estudo científico dos cães, reconheceu aproximadamente 350 raças no mundo. No Japão, existem 11 de origem nipônica, como a akita inu, shiba inu, hokkaido ainu, kai ken, shikoku inu e kishu inu. Outras foram importadas para o país, como a tosa Iinu, terrier japonês, spitz japonês, chin japonês e sakhalin husky.

O protagonista do filme “Sempre ao Meu Lado” foi o akita inu, uma das raças japonesas mais queridas e populares mundialmente. A história mostra exatamente as características do cachorro: devoção, dignidade, companheirismo e coragem. A raça, por pouco, não entrou em extinção na segunda guerra mundial, pois os soldados usavam seu pelo para produzir casacos. Calcula-se que, após a guerra, restaram apenas 16 cães. O cruzamento com o pastor alemão salvou a espécie da extinção.

A raça shiba inu é a menor em quantidade de cães de raça pura do Japão, por esse motivo, ela foi eleita como patrimônio cultural japonês. Eles são considerados cães de caça por serem criados na montanha. Seus principais traços são independência, esperteza e higienização.

Já oshikoku, leva o mesmo nome da ilha do arquipélago japonês. Sua aparência é semelhante à do lobo. Suas características de um bom caçador, demonstram lealdade, cautela, coragem e inteligência. Por ser agitado, o cão é recomendado para pessoas ativas e com espaço de sobra para ele gastar as energias.