Japoneses no Brasil festejam durante todo o ano

Nas principais cidades brasileiras em que há uma forte representatividade da comunidade nikkey, é comum ter em seu calendário anual festas com temáticas japonesas.

Tais eventos reúnem centenas ou milhares de pessoas, um público que hoje se mescla entre imigrantes japoneses, descendentes e parte do povo brasileiro que aprendeu a admirar as tradições e seus símbolos.

Com atrações recheadas de pratos da culinária típica e apresentações culturais (como danças, artes marciais, música e outros), esses festivais procuram destacar datas que são celebradas pela população japonesa. Confira:


Japoneses no Brasil festejam durante todo o ano

Festival do Japão (Nippon Matsuri)

Maior evento japonês da América Latina, o Festival do Japão é realizado em São Paulo há quase 20 anos. O objetivo é representar todo o Japão por meio de diversas manifestações culturais e pelo prato mais característico de cada uma das 47 províncias. Outro ponto alto é o concurso que escolhe a Miss Nikkey Brasil, entre candidatas de diversas cidades. A última edição atraiu 150 mil pessoas em 3 dias de evento.


Japoneses no Brasil festejam durante todo o ano

Festival das Flores (Hanamatsuri)

O evento celebra o nascimento do Buda Xaquiamuni, que nasceu numa lua cheia de primavera e, no dia da festa, um sábado de abril, acontece o cortejo do elefante branco sobre o qual está sua imagem. Os visitantes podem oferecer um banho de chá adocicado à imagem do pequeno Buda.


Japoneses no Brasil festejam durante todo o ano

Festival de Outono (Akimatsuri)

Com uma média de público de 80 mil pessoas, é realizado em Mogi das Cruzes desde 1986, em abril. O evento conta com uma grande programação de shows e atrações que, além de entreter, divulgam a atividade agrícola da região (conhecida como Cinturão Verde no estado) e dão a oportunidade para jovens talentos e grupos artísticos.


Japoneses no Brasil festejam durante todo o ano

Festival das Estrelas (Tanabata Matsuri)

A festa relembra a história de amor da princesa Orihime e seu amado Hikoboshi, que viraram estrelas e se encontram uma vez por ano. As ruas do bairro paulistano da Liberdade (ou em outra cidade) são decoradas e um dos destaques é que o público pode escrever seus pedidos em tanzakus (pedaços de papel), que depois serão queimados para que os mesmos se realizem, de acordo com a tradição.