Muito mais que um tempero

Sal: o tempero místico

Se você acha que o sal é apenas tempero, está enganado! Ele já foi moeda de troca na Roma Antiga e era usado para pagar os soldados, inclusive a própria palavra salário (do latim salarium) é derivada do nome desse condimento, que vai muito além do saleiro.

Hoje em dia, aqui no ocidente, já não vale mais como pagamento, mas no Japão algumas lendas, tradições e superstições ainda têm o sal como elemento principal. Confira algumas delas a seguir.

Trazido pelos deuses

Uma lenda antiga diz que um deus chamado “Shiotsuchi-no-ojinokami” instruiu os japoneses a extrair o sal das algas marinhas, esse tipo de condimento existe até hoje e é conhecido como moshio (sal extraído de algas marinhas), sendo muito usado na culinária japonesa.

Prevenção contra espíritos malignos

Se você for até o Japão irá perceber que na entrada de algumas casas, comércios e templos tem sal espalhado na soleira das portas, isso é feito porque a superstição diz que o condimento ajuda a purificar o ambiente e afastar os maus espíritos.

Uma luta salgada

Ao assistir a uma luta de sumô no Japão você irá perceber que, antes que o combate comece, os lutadores espalham sal pelo ringue, esse é um costume ligado ao “Shubatsu”, ritual que tem como objetivo a purificação das energias do corpo e da mente. A tradição diz que quando alguém joga sal no solo, ele se torna sagrado.

Sal na melancia

Já pensou em comer melancia com sal? Por mais que aqui no Brasil a ideia pareça estranha, no Japão, além de comum, é algo admirado pelos japoneses, ao ponto do lançamento de sabores de refrigerantes com esse sabor.