Curiosidades do shogi: o xadrez no estilo japonês

estratégia, partida, peças, jogo, tabuleiro

O xadrez é um jogo de estratégia e seu objetivo é capturar o rei adversário, lançando o comando mais alto da partida, o xeque-mate.

Além das peças principais (torre, cavalos, bispos, peões e reis), encontradas também no modelo ocidental, o xadrez japonês, conhecido como shogi, tem peças adicionais como lanças, generais de prata, generais de ouro, bispos promovidos (cavalo do dragão) e torres promovidas (dragão-rei).

O formato dos peões é uma curiosidade a parte, já que todos são planos e em forma de pentágono. Para diferenciar, eles são nomeados em Kanji, dificultando o aprendizado de quem não conhece a escrita japonesa.

Outra peculiaridade do jogo é o modo que se determina quem começa a partida. É parecido com o jogo de baralho, cada participante joga três peças no tabuleiro e quem conseguir lançar a maioria com o Kanji para cima inicia.

Agora, você deve estar se perguntando: como se sabe quem é quem no jogo, se aparentemente as peças são “iguais”? Simples, as peças ficam viradas na direção de ataque. A ponta do pentágono estará no sentido do adversário.

A melhor maneira de aprender a jogar é praticando. Para quem não tem o tabuleiro, uma boa opção é treinar on-line ou por aplicativos (disponíveis para iOS e Android). É só acessar http://japanesechess.org/shogi2014/ e se divertir!