A grande influência da cultura japonesa em “Star Wars”

A grande influência da cultura japonesa em “Star Wars”

A franquia mais famosa da tv baseou boa parte de sua história nas tradições orientais.

Quem diria que os filmes de batalhas estelares de Star Wars teria muita influência da cultura japonesa? Tudo bem que a armadura de Darth Vader mostra uma inspiração clara nas roupas de combate dos samurais, mas a obra cinematográfica criada por George Lucas vai além.

A paixão do cineasta pela cultura oriental é tanta que no primeiro filme da saga, estreado em 1978, ele queria que o personagem Obi Wan Kenobe fosse interpretado pelo ator japonês Toshiro Mifune. No entanto, com a negativa do artista, o papel ficou com Alec Guinness.

Até mesmo a narrativa foi inspirada no longa-metragem “A Fortaleza Escondida” de Akira Kurosawa.

Os jedis, por exemplo, além de serem uma referência aos samurais, têm esse nome em homenagem ao gênero jidai-geki, do cinema japonês, que sempre acontecia no passado e qual Kurosawa era adepto. Agora você entendeu o “A long time a go...” (Há muito tempo atrás), que aparece no início de cada filme de “Star Wars”.

Já os sabres de luz representam as katanas; os androides R2D2 e C3PO seriam os dois camponeses que aparecem em “A Fortaleza Escondida”; Yoda é inspirado no mestre que cria um grupo de heróis em “Os Sete Samurais”; as roupas da princesa Amídala, em “A Vingança dos Sith”, são inspiradas nas das gueixas. Enfim, as referências à cultura japonesa são inúmeras e aposto que você vai ver os filmes da série com outros olhos a partir de agora.