Umami, o 5º gosto básico

descoberta, sabor, sabores, comer, pesquisas, gosto saboroso, gosto delicioso, alimentos, faz bem para a saúde, alimentos industriais, aumentar vendas, carnes

Era 1908. Enquanto tomava o caldo dashi, o professor de química da Universidade de Tóquio, Kikunae Ikeda, fez a descoberta da sua vida: o umami, quinto sabor básico que a gente consegue sentir ao comer um alimento.

Umami, que significa saboroso em japonês, veio fazer parte da família dos outros 4 sabores que já existiam: doce, azedo, amargo e salgado. E foi depois de muitas pesquisas que o professor percebeu que o quinto e saboroso gosto podia ser percebido em vários alimentos do nosso dia a dia.

Mas foi só depois de longos 100 anos que a comunidade científica comprovou o que ele percebia: a nossa língua tem 5 receptores específicos – as papilas gustativas – cada uma responsável por identificar um tipo de gosto.


Como identificar o umami?

Você pode encontrar em carnes, tomate, milho e em forma de glutamato monossódico, que é um realçador de sabor. O segredo está em prestar atenção naquele sabor que fica na boca segundos após ingerir o alimento. Repare que, depois que passar a primeira onda de sabor, o gosto delicioso que fica por mais tempo é o umami #hummm

Ele faz bem para a saúde:

Aumenta a salivação, que melhora a deglutição dos alimentos

Ajuda na higiene bucal

Auxilia na digestão de proteínas

A relação com a indústria

Como o glutamato faz parte do umami, as empresas alimentícias do Brasil e do mundo usam essa substância em vários alimentos industrializados, como nas sopas prontas, nos congelados e nos enlatados. Por potencializar o sabor, esse componente ajuda a aumentar a venda dos produtos.

Interessante, né! Agora você já sabe por que alguns alimentos são tão gostosos a ponto de querer comer mais e mais 